sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Filé de Frango Recheado à Milanesa

Quem disser que não gosta de filé de frango à milanesa está mentindo. Não há como resistir à casquinha crocante que envolve a carne macia e este, recheado com muçarela, presunto e requeijão cremoso, é de capotar!








Ingredientes:

12 filés de frango cortados finos
Sal, a gosto
Pimenta-do-reino, a gosto
Orégano, a gosto
2 dentes de alho amassados
Suco de 1/2 limão
2 colheres (sopa) de óleo

Recheio:

6 fatias de presunto
6 fatias de muçarela
Requeijão cremoso

Empanar:

2 ovos ligeiramente batidos
2 colheres (sopa) de leite integral
Farinha de rosca, o suficiente

Óleo de milho para fritar

Creme de milho:

1 colher (sopa) de manteiga
2 colheres (sopa) de farinha de trigo
500 ml de leite integral
200 g de milho verde
sal, pimenta-do-reino e noz-moscada, a gosto

Modo de preparo:

Tempere os filés e reserve. Numa tábua de carne, coloque um filé, e sobre este uma fatia de presunto, uma de muçarela e espalhe requeijão cremoso a gosto (não coloque muito requeijão para não vazar na hora de fritar. Coloque outra fatia de filé, por cima do requeijão e feche com 1 palito de dente de cada lado. Empane os filés, misturando os ovos batidos com o leite. Passe os filés nessa mistura e em seguida na farinha de rosca.  Frite os filés por imersão. Arrume-os num recipiente forrado com papel-toalha. Retire os palitos e sirva a seguir. Uma sugestão de acompanhamento para este prato é este delicioso creme de milho: derreta a manteiga em uma panela e junte a farinha de trigo. Depois, misture para se agregarem. Coloque o leite aos poucos, sempre mexendo. Adicione a noz-moscada, sal, pimenta e o milho verde. Abaixe o fogo e cozinhe por, aproximadamente, 5 minutos.  


Molhos para Salada

Que tal sair da mesmice na hora de preparar a salada? As folhas verdes podem ficar bem mais apetitosas com temperinhos diferentes, gostosos e levinhos.

Um bom molho tem uma proporção básica de uma parte de ácido (como vinagre, suco de limão etc) para três colheres (sopa) de azeite. Aí vale aromatizar com alho, mostarda e até geleia diet (sem açúcar é menos calórico). Pode também temperar com sal e pimenta-do-reino (sempre moída na hora). Aliás, esse alimento pode turbinar seu emagrecimento! É que ele é termogênico e, por isso, acelera o metabolismo.

Há outros ingredientes, sem ser azeite e vinagre, que rendem bons molhos. Iogurte, molho shoyu, maionese light, só para citar alguns. Vale perfumar com gotinhas de óleo de gergelim, raspinhas de limão e ervas frescas, como a salsinha picada.

Quer mais dicas? Então dê uma olhadinha nessas três sugestões simples e nutritivas de molhos. Elas são tão deliciosas que você nem vai se lembrar que está fazendo dieta.


Mostarda com mel:

Misture em uma tigela 1 colher (chá) de mostarda Dijon, 1 colher (chá) de mel, 2 colheres (sopa) de vinagre de vinho branco, 6 colheres (sopa) de azeite, sal e pimenta-do-reino a gosto. Apesar de calórico, um tiquinho de mel não vai acabar com seu regime e ainda vai fortalecer as defesas do seu organismo.

Iogurte temperado com salsinha:

Junte em um recipiente 1 embalagem de 200 g de iogurte natural desnatado, suco de 1 limão, 1 colher (sopa) de salsinha fresca picada (ou hortelã), 3 colheres (sopa) de azeite, 1 dente de alho picadinho e sal a gosto. O iogurte é rico em cálcio e ajuda a regularizar o intestino (importante para o emagrecimento).

Geléia com balsâmico picante:

Adicione em uma vasilha 2 colheres (sopa) de geleia diet vermelha (framboesa, morango etc), 2 colheres (sopa) de aceto balsâmico, 6 colheres (sopa) de azeite, sal e pimenta-do-reino a gosto. Fica um gostinho doce e picante. O balsâmico, além de pouco calórico, é antioxidante e, por isso, ajuda a combater várias doenças.


















Fonte: Rita Lobo para a revista Lola

Cestinha de Parmesão com Creme de Camarão

Uma sugestão bem simples, mas bem bonitinha que você pode fazer para colocar na mesa uma comidinha especial: uma cestinha de parmesão super fácil de fazer.








Ingredientes:

Cestinha:

queijo parmesão ralado

Creme de camarão:

1 kg de camarão médio limpo
Sal e pimenta-do-reino branca moída na hora, a gosto
2 colheres (sopa) de azeite
1 colher (sopa) de manteiga
1 cebola grande bem picadinha
2 tomates sem pele e sem sementes picadinhos
300 ml de leite integral
1 colher (sopa) de farinha de trigo
Cheiro-verde picadinho

Modo de preparo:

Cestinha:

Aqueça uma frigideira antiaderente. Com as mãos faça uma "chuva"de parmesão ralado cobrindo bem o fundo e parte das laterais da frigideira. Deixe começar a dourar e usando uma espátula vire a lâmina de queijo sobre um vidro de conserva de boca larga, ou sobre qualquer utensílio (um ramequim de cerâmica serve bem para este fim). Com a ajuda de um pano de prato aperte a lâmina de queijo ainda quente sobre o recipiente dando o formato de uma cestinha. Deixe-a esfriar para retirar. Faça as outras repetindo o mesmo processo com cada uma.

Creme de camarão:

Tempere o camarão com sal, pimenta do reino branca e reserve.
Numa panela, coloque o azeite, a manteiga, a cebola e o alho e refogue até que estejam bem dourados, mas sem deixar queimar. Junte os camarões ao refogado e dê uma misturada, até adquirirem uma cor rosada – cerca de 5 minutos. Acrescente o leite e polvilhe a farinha de trigo. Misture bem e não pare de mexer até que engrosse. Retifique os temperos se for necessário. Colocar o creme nas cestinhas, polvilhar queijo parmesão  ralado ou cheiro-verde. Sirva em seguida.



quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Cupcake de Maracujá

Maracujá não só é uma fruta de sabor pungente e marcante, como tem lá suas razões pra ser chamada de “passion fruit” ou “fruit de la passion”… Eu diria que de personalidade marcante… seu perfume é arrasador. Sua flor é belíssima. O simples bolo de maracujá, com a caldinha já é dos deuses… Mas anotem: nada substitui o suco puro do maracujá fresco. Por favor, não usem suco engarrafado, se quiserem que o resultado seja de se apaixonar ; )) Sobre a ganache, é importante deixá-la gelar e depois bater com a batedeira para ficar leve e aerada. E com consistência para o bico de confeitar!







Ingredientes:

Massa:

4 ovos
2-1/2 xícaras de açúcar refinado
1 xícara de manteiga ou margarina.
3 xícaras de farinha de trigo peneirada
1 xícara de suco integral de maracujá fresco para a massa (eu coloco a polpa da fruta fresca no liquidificador, bato e peneiro) – SEM ÁGUA!
1 colher  (sopa) de fermento em pó
½ colher (chá) de sal

Recheio e cobertura: ganache de maracujá:

700 g de chocolate branco, picado
2/3 de xícara de suco de maracujá fresco (puro)
3 colheres (sopa) de creme de leite sem o soro

Modo de preparo:

Massa:

Pré-aqueça o forno a 180 °. Coloque forminhas de cupcakes nas cavidades das formas de cupcakes. Na batedeira, bata em creme a manteiga e o açúcar. Acrescente os ovos inteiros. Bata na velocidade máxima por uns 2 minutos, raspando as bordas da tigela.
Alterne (na velocidade mínima) o suco de maracujá, a farinha de trigo peneirada com o fermento e o sal. Encha cada forminha até 2/3 da altura. Coloque as formas de cupcakes dentro de assadeiras retangulares, e leve ao forno pré-aquecido por mais ou menos 25 minutos, ou até enfiar um palito e sair limpo. Espere uns 10 minutos, e após esse tempo transfira com cuidado, os cupcakes para uma grade. Espere esfriar por completo.

Recheio e cobertura: ganache de maracujá:

Coloque o chocolate branco picado numa tigela de vidro e leve ao microondas na potência MÉDIA por cerca de 4 minutos. Retire, mexa com uma espátula de silicone. Se ainda não estiver derretido, volte na mesma potência por mais 1 minuto. Retire, mexa, e acrescente o creme de leite e o suco de maracujá. Bata com uma batedeira (será melhor do que com o fouet, é mais fácil e rápido). Leve ao freezer por uns 15 minutos, para ficar gelado (não deixe endurecer). Bata novamente com a batedeira (o ar se incorporará e ficará com uma textura boa para o bico de confeitar. Parecerá uma mousse.

Montagem:

Depois de frios, com uma faquinha, corte uma pequena cavidade no centro de cada cupcake, e com a própria faquinha, “empurre” para cima esse miolinho, que sairá inteiro. Vá colocando num pratinho, porque não faltará quem queira beliscá-los…– sirvo depois com cafezinho…). Com uma manga e o bico de confeitar “pitanga” grande, preencha as cavidades e decore por cima dos cupcakes. Divida igualmente a ganache entre todos os bolinhos. Caso goste com muita cobertura, faça antecipadamente meia receita a mais. Mas eu não acho necessário. Decore como preferir. Por cima da decoração de ganache, pode colocar um pouquinho de calda de sementes de maracujá. Leve ao fogo sementes, água e açúcar, deixe ferver até engrossar. Utilize gelada, para não derreter a ganache.
























Fonte: Helena Gasparetto

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Bolo Gelado de Morango

Aproveitando que os morangos ainda estão bonitos, mas logo acabam, ou pelo menos não estarão tão doces e tão macios. Uma receita que tenho há mais de dez anos, do Mestre Álvaro Rodrigues que, com certeza, vai impressionar seus convidados:








Ingredientes:

Pão de ló:

4 ovos grandes (60 g cada) ou 5 (50 g cada)
3/4 xícara (chá) de açúcar
1 xícara (chá) de farinha de trigo
3 colheres (sopa) de óleo
1 colher (chá) rasa de fermento em pó
1 pitada de sal

Modo de preparo:

Bata na batedeira os ovos inteiros com o açúcar, bata por aproximadamente 20 minutos ou até obter uma massa bem fofa e esbranquiçada. Junte os demais ingredientes e envolva delicadamente, coloque em uma assadeira de 25 cm de diâmetro e leve ao forno pré-aquecido na temperatura de 180ºC, asse até dourar.

Calda para umedecer o bolo:

1 xícara (chá) de morangos amassados com o garfo
3 colheres (sopa) de açúcar

Modo de preparo:

Misture bem os ingredientes da calda e reserve.

Recheio-creme de morangos:

1 caixa de pó para pudim sabor morango
1 xícara (chá) de leite frio
1/2 xícara (chá) de creme de leite
3 colheres (sopa) de açúcar
1 colher (chá) de essência de morango
100 g de manteiga sem sal em temperatura ambiente

Modo de preparo:

Coloque em uma panela o pó para pudim, o leite, o creme de leite e o açúcar e leve ao fogo, mexendo sempre, até obter um creme bem firme. Deixe esfriar completamente e bata na batedeira até ficar liso e brilhante. Em seguida junte a manteiga, aos poucos e continue batendo até obter um creme liso e homogêneo. Por último, junte a essência de morango e misture devagar. Reserve.

Montagem:

250 g de chantilly batido normalmente
300 g de morangos fatiados

Monte o bolo em um aro redondo de 24 cm de diâmetro iniciando com uma camada de massa regada, creme de morangos, chantilly e morangos fatiados, repita e finalize com massa regada. Deixe na geladeira por algumas horas, desenforme e decore com chantilly batido e morangos inteiros. Sirva bem gelado.

Receita apresentada na TV em 24/07/2003, por Álvaro Rodrigues.


terça-feira, 27 de agosto de 2013

Carne de Panela

Trivial Chic

Carne de panela é imbatível: fácil, acessível — nem por isso menos festiva. Festa caseira de criança, por exemplo, tem sempre um sanduichinho de carne desfiada. Mas por que mesmo só em aniversários infantis? Uma boa carne de panela deveria ser também comida de comemoração. Uma versão imbatível, que todo mundo consegue fazer. E ainda um molho bem rústico e delicioso.


Ingredientes:

Carne:

1 kg de coxão duro
6 dentes de alho
6 ramos de orégano fresco 
6 ramos de tomilho fresco
½ xícara de vinho tinto seco

Molho rústico:

1 cebola
1 cenoura
1 talo de salsão sem as folhas
1 pimentão vermelho
1 talo de alho-poró sem as folhas
4 tomates maduros
400 g / 1 lata de tomate pelado italiano
1/3 de xícara (chá) de azeite
3 xícaras (chá) de água
sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto

Modo de preparo:

No dia anterior, prepare a marinada: num pilão ou no processador de alimentos, triture o alho as ervas frescas, o sal e a pimenta-do-reino. Junte com o vinho e misture bem.
Num recipiente, coloque a carne e faça furos profundos com um garfo para que os temperos penetrem bem, e, então, esfregue toda a marinada. Cubra com papel-alumínio e leve à geladeira por no mínimo 12 horas. Tire a carne da geladeira para quebrar o gelo: enquanto isso, faça o pré-preparo dos legumes: lave e seque todos. Cebola: descasque e rale na parte grossa do ralador. Cenoura: corte em rodelas. Salsão: corte em fatias finas. Pimentão: corte uma tampa e descarte; corte em metades e descarte as sementes e a película branca; corte as metades em cubinhos. Alho-poró: fatie a parte branca, formando rodelas, descarte as folhas. Tomates: corte ao meio, rale a polpa na parte grossa do ralador e descarte a casca. Tomate em lata: pique fino o tomate e reserve o líquido.Leve uma panela de pressão ao fogo médio e regue com o azeite. Quando começar a soltar fumaça, coloque a peça de carne para dourar de todos os lados. Atenção: coloque a carne e só vire de lado quando o que estiver em contato com o fundo da panela desgrudar. Não force. Com um pegador, vá virando, até que a carne esteja selada. Transfira a carne para um prato e cubra com papel-alumínio. Reserve a marinada. Leve uma chaleira com 1 litro de água ao fogo alto. Quando ferver, desligue. Sem lavar a panela de pressão, junte a cebola ralada e mexa bem por 3 minutos, até dourar. Junte o salsão e a cenoura e refogue por mais 3 minutos. Junte o alho-poró e o pimentão e refogue por cerca de 5 minutos, até murchar. Por último, junte o tomate ralado e o tomate picado, o líquido do tomate enlatado e misture bem. Adicione a água aquecida (não precisa estar fervendo) e o líquido da marinada reservado ao refogado. Volte a carne à panela, tampe e, quando pegar pressão e começar a apitar, deixe cozinhar por 40 minutos, caso queira fatiar a carne; para desfiar, deixe no total 50 minutos. Desligue o fogo e deixe a pressão sair completamente. Abra a panela e retire a carne. Fatie bem fininho e sirva com o molho rústico de tomate, que está prontinho na panela! É só misturar bem e dar uma pressionada contra a parede da panela para quebrar as rodelas de cenoura






Seção Panelinha/Revista Lola

domingo, 25 de agosto de 2013

Espaguete à Carbonara

Esta é uma daquelas receitas-salvação para os dias em que a geladeira está mais deserta que o Arizona. Encontre uns poucos ingredientes e você terá um prato muito saboroso.









Ingredientes:

500 g de espaguete
250 g de bacon
6 dentes de alho picados
1/4 xícara de azeite extravirgem
200 g de queijo Pecorino ou parmesão ralado
2 ovos
4 gemas
1 lata de creme de leite
Pimenta-do-reino moída na hora, a gosto
Sal, a gosto

Modo de preparo:

Numa panela grande, coloque 5 litros de água e 1 colher (sopa) de sal. Leve ao fogo alto. Quando a água ferver, coloque o macarrão e deixe cozinhar conforme as instruções da embalagem. Cuidado para não deixar o macarrão cozinhar demais, ele deve ficar “al dente”. Enquanto o macarrão cozinha, comece a preparar o molho. Numa frigideira grande, leve os cubos de bacon ao fogo médio para dourar, mexendo sempre (cuidado para não queimá-los). Quando eles estiverem crocantes, retire com uma escumadeira e reserve. Na frigideira com a gordura do bacon, acrescente o alho e refogue, sem parar de mexer. Desligue o fogo e reserve. Numa tigela grande (onde caiba todo o macarrão), junte o creme de leite, as gemas os ovos, o queijo Pecorino ou parmesão, sal e pimenta-do-reino e bata com um garfo para misturar. Reserve. Com cuidado, despeje o macarrão cozido em um escorredor. A seguir, transfira-o para a tigela com a mistura de creme de leite e ovos. Acrescente os cubos de bacon e o refogado de alho e misture muito bem. O calor do macarrão irá cozinhar o molho. Verifique os temperos. Sirva a seguir.




sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Talharim ao Molho de Tomate Perfumado

As preparações cotidianas costumam ser as que geram mais dúvidas. E há uma lógica por trás disso: são receitas feitas por mais pessoas e mais vezes — é claro que vão surgir mais questões! Elas são, também, as receitas com mais possibilidades. E, verdade seja dita, não existe o jeito certo ou errado de preparar, por exemplo, um molho de tomate. São inúmeras as receitas e esta é uma delas.







 Ingredientes:

1 pacote de talharim
Queijo parmesão ralado, a gosto

Molho:

2 latas de tomate pelado *
15 folhas de manjericão
1 ramo de orégano fresco
1 folha de louro
1 talo de salsão sem folhas
1 cebola
6 dentes de alho
6 colheres (sopa) de azeite
6 xícaras (chá) de água
sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto
100 g de azeitonas pretas sem caroço


Modo de preparo:

Numa panela grande, coloque 5 litros de água e 2 colheres (sopa) de sal. Leve ao fogo alto. Quando a água ferver, coloque o macarrão e deixe cozinhar conforme as instruções da embalagem. Cuidado para não deixar o macarrão cozinhar demais, ele deve ficar “al dente”. Enquanto o macarrão cozinha, prepare o molho. Lave e seque as ervas e o salsão. Descasque e pique fino a cebola, os dentes de alho e o salsão — se preferir, passe no ralador. Leve ao fogo baixo uma panela média com o azeite e junte o orégano, o louro e 10 folhas de manjericão (as ervas devem estar bem secas, caso contrário o azeite vai espirrar). Controle a temperatura, mantendo o fogo bem baixo para não queimar as folhas. O objetivo aqui é que elas perfumem o azeite. Depois de 5 minutos, junte a cebola e mexa até ficar transparente. Enquanto isso, leve ao fogo médio uma panela com a água. Quando ferver, desligue. Aumente o fogo da panela com o azeite para médio e refogue o salsão por 3 minutos. Junte o alho e misture por 1 minuto. Por último, adicione os tomates (e o líquido da lata) e pressione com uma espátula contra o fundo da panela até partir em pedaços. Tempere com sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto. Quando o tomate começar a ferver, abaixe o fogo novamente e junte 2 xícaras da água aquecida. Misture bem e deixe cozinhar por 1h30, com a panela tampada, mexendo de vez em quando. O fogo deve estar o mais baixo o possível, caso contrário, o molho vai grudar no fundo da panela. A medida que for secando, vá adicionando água quente. No total você vai usar as 6 xícaras. Verifique os temperos e, se necessário, tempere com mais sal e pimenta-do-reino. Adicione as azeitonas e, por último, junte as folhas de manjericão restantes, rasgando com as mãos. Sirva com a massa cozida “al dente” e queijo parmesão ralado.

* você pode utilizar tomates frescos sem a pele. 

Penne com Rúcula, Mussarela de Búfala, Presunto de Parma, Tomate e Manjericão

Acordou com mania de grandeza? Precisa impressionar? Ou simplesmente tá podendo?
Brincadeiras à parte, este prato - com nome e sobrenome  - tem um custo um pouco alto, perto do macarrão nosso do dia a dia,  mas, nada impede que seja preparado num jantar ou numa ocasião especial.





Ingredientes:

500g de macarrão tipo penne
8 unidades pequenas de mussarela de búfala 
150g de rúcula 
10 tomates tipo italiano
100ml de azeite de oliva extravirgem
100g de presunto de Parma em fatias 
100g de queijo grana padano 
4 dentes de alho picados 
Sal a gosto 
15 folhas de manjericão 

Modo de preparo:

Numa panela grande, coloque 5 litros de água e 2 colheres (sopa) de sal. Leve ao fogo alto. Quando a água ferver, coloque o macarrão e deixe cozinhar conforme as instruções da embalagem. Cuidado para não deixar o macarrão cozinhar demais, ele deve ficar “al dente”. Enquanto o macarrão cozinha, prepare o molho. Em seguida, tire a pele e a semente dos tomates e corte em pequenos cubos. Reserve. Pique o alho e o manjericão e corte as mussarelas em quatro pedaços. Refogue o alho em metade do azeite e acrescente os tomates e o manjericão. Adicione os pennes cozidos ao refogado, retire do fogo e acrescente a mussarela e o queijo granna padano ralado. Coloque sal a gosto. Para finalizar a apresentação, coloque os pennes em prato fundo, com as folhas de rúcula cortadas em pedaços bem finos e as fatias de presunto de Parma. Regue com o restante do azeite.

Pequena Cesta de Parmesão

Pequena cesta de queijo parmesão com creme de palmito e queijos. Bom Apetite!

Pessoas que gostam de comer...


Já Pensou Em Congelar as Ervas no Azeite?

Dessa forma elas não escurecem e não perdem sabor nem aroma!

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Linguado ao Molho de Limão Siciliano

Numa receita chique, acrescente um pouco de saúde. O resultado é um prato simples e bonito. Mas o segredo do sucesso está no molho de limão siciliano que adiciona cor e frescor ao prato.





Ingredientes:

Linguado:

1 kg de filés de linguado limpos
Pimenta-do-reino branca, moída na hora
Sal, a gosto
Azeite para fritar

Molho:

1 colher (sopa) de manteiga
1/2 xícara de vinho branco seco 
1 cebola pequena ralada
2 colheres (sopa) de farinha de trigo 
2 xícaras de creme de leite fresco
suco de 1 limão siciliano grande
raspas de 1 limão siciliano grande
sal, a gosto 
2 xícaras de leite integral

Modo de preparo:

Linguado:

Tempere os files de linguado com sal e a pimenta do reino. Aqueça o azeite em uma frigideira antiaderente e deite os filés. Vire quando estiverem com as bordas levemente douradas. Retire os filés e reserve.

Molho:

Leve na mesma frigideira, a manteiga e deixe no fogo médio até derreter. Acrescente a cebola e deixe até dourar. Junte o vinho e espere reduzir um pouco. Adicione a farinha de trigo mexendo por uns 2 minutos.  Retire a panela do fogo e acrescente o leite, o creme de leite e misture bem com uma colher de pau. Leve a panela ao fogo baixo e deixe cozinhar por 10 minutos, mexendo de vez em quando. Junte o suco de limão. Tempere com sal. Disponha os peixes numa travessa e regue com o molho de limão. Finalize com as raspas de limão e sirva com purê de batatas e legumes de sua preferência, salteados na manteiga.

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Escondidinho de Mandioca com Carne Seca

Frio, frio de verdade...coisa que há muito não se via por aqui...A procura é por comida quentinha, aquela coisa "comfort food", comida que aquece a barriga,  a alma e o coração. Carne seca com mandioca, qual refeição seria mais característica da nossa gastronomia? Vem cá que tem: 







Ingredientes:

1 kg de mandioca cozida
1 caixinha de creme de leite
2 colheres (sopa) de manteiga sem sal
1/4 xícara de azeite de oliva
1/2 kg de carne seca, dessalgada e cozida
1 cebola grande picadinha
3 dentes de alho esmagados
2 tomates sem pele picados
1/2 xícara de azeitonas verdes sem caroço
Cheiro-verde, a gosto
Sal, orégano e pimenta-do-reino, a gosto
Manteiga para untar/ farinha de rosca para polvilhar o refratário
Queijo parmesão ralado para polvilhar o purê
Requeijão cremoso na finalização

Modo de preparo:

Esprema a mandioca ainda quente e leve em uma panela com a margarina e sal. Depois de misturados, acrescente o creme de leite, reserve. Refogue a cebola e o alho no azeite, acrescente a carne seca desfiada e deixe fritar um pouco, acrescente os tomates, as azeitonas, o cheiro-verde, o orégano,  o sal e a pimenta. Em um refratário untado com manteiga e polvilhado com farinha de rosca, coloque uma camada do purê de mandioca, o refogado de carne seca e termine com o restante do purê. Polvilhe com queijo parmesão ralado, decore com o requeijão cremoso e leve ao forno pré-aquecido a 250ºC para gratinar, em cima de uma assadeira (para não queimar no fundo do refratário).

Dica: Você pode substituir a carne seca, por carne moída, bacalhau ou frango. Acrescente Catupiry à receita...fica muiiito bom :)

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

A História do Carpaccio

Tudo começou em Veneza - 1950, quando a condessa Amália Nani Moncenigo, que estava com uma anemia severa, pediu a seu velho amigo Giuseppe Cipriani, que lhe preparasse um prato com carne crua (rica em ferro). A exigência feita pelo médico da condessa, que tentava curá-la de uma severa anemia. Aquela não foi uma tarefa fácil, pois naquele tempo existia um grande preconceito em relação ao consumo de carnes cruas. Entretanto, a receita acabou sendo um sucesso absoluto e recebeu esse nome por estar havendo na cidade uma exposição do pintor renascentista Vittore Carpaccio, muito conhecido por usar em todos os seus quadros luminosos tons vermelhos, lembrando a cor da carne crua. Dessa receita que surgiu meio que por acaso. Nada deu tanto prestígio a Giuseppe quanto aquelas lâminas muito finas de carne crua, acompanhadas de molho à base de mostarda.

O tempo passou e, hoje, há já muitas variantes daquela primeira receita - agora também usando lâminas de peixe, frutos do mar, legumes, até queijo. E, como acompanhamento, molhos diversos - sendo mais comum, entre nós, um feito com azeite, mostarda, limão, alcaparra, salsinha, sal e pimenta, polvilhado com lâminas de queijo parmesão.

Essa receita que surgiu meio que por acaso, só chegou ao Brasil na década de 70, trazida por Massimo Ferrari, para seu restaurante em São Paulo - o "Massimo", é claro.

Ainda hoje você pode degustar, na ruazinha tranqüila da Calle Vallaresso nº 1232, fica o Harry's Bar - de Giuseppe Cipriani, um carpaccio que será servido com a mesma receita criada pelo velho Giuseppe Cipriani, pois seu filho - Arrigo Cipriani – teve o cuidado de conservar casa, decoração e cardápio.

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Pão de Mel Trufado

Que o pão de mel é uma delícia ninguém duvida, mas, quando recheado com creme trufado, doce de leite, nozes, creme de chocolate branco ou seja lá o que você imaginar, fica praticamente impossível resistir a esse ‘bolinho’ tão especial. Além de agradar grandinhos e baixinhos.



Ingredientes:
Massa:
500g de açúcar mascavo
2 xícaras de água
4 ovos (claras separadas),
4 e 1/2 xícaras de farinha de trigo
1/2 colher (chá) de canela em pó
1/2 colher (chá) de cravo em pó
1/2 colher (chá) de cardamomo
1/2 colher (chá) de gengibre em pó
2 colheres (sopa) de chocolate em pó
1 xícara de leite
1 xícara  de mel
1 colher (sopa) de bicarbonato de sódio

Trufa:

500g de chocolate para cobertura ao leite picado
1 xícara de creme de leite

Cobertura:

700g de chocolate para cobertura meio-amargo ou ao leite picado

Modo de preparo:


Em uma panela coloque o açúcar mascavo, a água e leve ao fogo até o açúcar se dissolver totalmente e levantar fervura. Deixe esfriar. Misture as gemas, a farinha de trigo, a canela, o cravo, o chocolate, o leite e o mel. Bata as claras em neve e incorpore na massa. Adicione o bicarbonato e coloque em uma assadeira média, untada e enfarinhada. Asse no forno pré-aquecido a 200ºC durante 30 minutos ou até ficar firme. Deixe amornar e desenforme.

Trufa:

Derreta o chocolate de acordo com as instruções da embalagem e misture o creme de leite. Deixe esfriar.

Cobertura:

Derreta o chocolate de acordo com as instruções da embalagem.

Montagem:

Corte o bolo ao meio, recheie e corte em quadrados. Banhe-os no chocolate derretido, coloque-os sobre uma placa forrada de papel manteiga até secar.

Chocolate Quente

Uma das maneiras mais gratificantes de se aquecer no inverno é com um bom chocolate quente. É divino e enche a gente de energia. São inúmeras as receitas, mas o segredo para deixar a bebida cremosa e aveludada é usar o chocolate em barra na preparação. 

É curioso pensar que por mais de 300 anos o cacau foi consumido apenas em forma de bebida. Os maias e astecas socavam as sementes com especiarias, misturavam água quente e o resultado era uma bebida considerada sagrada, para poucos. Aliás, o nome científico da fruta, Theobroma cacau significa alimento dos deuses. 

Da água para o leite

Assim que os espanhóis desembarcaram em solo asteca, tiveram contato com o chocolate. Pouco tempo depois, a moda foi parar na Europa, onde a bebida passou a ser preparada com leite. As casas de chocolates quentes chegaram a fazer mais sucesso do que as casas de chás. Naquela época, um dos rituais matinais da nobreza francesa era receber convidados para um chocolate quente.
 Très chic!, não? 

Com o passar do tempo, o chocolate quente passou a ser feito com o cacau em pó. Pode até ser mais prático, mas é somente com a adição da barra que preparação ganha aquele sabor característico do chocolate de verdade. Mas atenção: use puro chocolate do cacau. Ficam de fora todas as versões que levem gordura hidrogenada na composição.

Dicas especiais

Para dar um sabor especial à preparação, acrescente especiarias como canela, cardamomo ou até pimenta. (Coloque junto com o leite, no início, e coe antes de servir.) Minha sugestão é acrescentar cardamomo em bagas: para a receita abaixo, 8 são suficientes. Corte cada uma ao meio.

Se você prefere o chocolate mais para doce, acrescentar Nutella ou mesmo doce de leite. (Coloque na panela no mesmo momento em que colocar o chocolate em barra).

Já os que gostam de um toque alcoólico, rum ou uísque fazem uma boa combinação (acrescente no final, aos poucos, para dosar bem a quantidade).

Dizem que a receita secreta usada para Montezuma — imperador asteca cheio de energia para encarar seu harém de 200 mulheres — levava as seguintes especiarias: canela, pimenta, cravo, baunilha, anis e flor de laranjeira. Verdade ou não, nunca vamos saber, mas que combinar várias especiarias fica uma delícia, ah, isso fica.


Chocolate quente cremoso
Rende 4 porções
Tempo de preparo: 15 minutos

Ingredientes

2 xícaras (chá) de leite integral
1 colher (chá) de amido de milho
1/2 xícara (chá) de creme de leite
1 colher (sopa) de cacau em pó
200 g de chocolate amargo (entre 50 e 60%) picado

Modo de preparo

1. Numa panela, dissolva o amido de milho em um pouco do leite a ser utilizado.

2. Leve ao fogo a panela com o leite e o amido de milho, acrescente o creme de leite e o cacau em pó e misture bem até ferver.

3. Junte o chocolate picado, abaixe o fogo e misture bem com um batedor de arame, batendo constantemente até dissolver todo o chocolate. Deixe no fogo por mais 3 minutos para engrossar, batendo sempre, e desligue. Coe a sirva a seguir.






Fonte: Luciana Lobo

terça-feira, 13 de agosto de 2013

Sopa de Abóbora com Creme Azedo

Quentinha e pouco calórica, essa sopa é ideal para os dias frios em que você busca algo bem saboroso para se aquecer.






Ingredientes:

2 dentes de alho amassados
1 l de caldo de legumes (receita no blog)
1 colher (sopa) de manteiga
1 pitada de canela em pó
1 colher (chá) de curry
1 cebola grande
2 colheres (sopa) de azeite extravirgem
200 g de batata em cubos
600 g de abóbora japonesa ou de pescoço em cubos
3 folhas de sálvia
1 ramo de tomilho
6 folhas de manjericão
1 ramo de manjerona
Sal e pimenta-do-reino branca, a gosto

Modo de preparo:


Amarre a sálvia, o tomilho, o manjericão e a manjerona, formando um buquê. Reserve.
Pique o alho e a cebola e refogue-os no azeite, com a manteiga e o curry.
Adicione a batata e a abóbora e refogue por alguns minutos. Vá adicionando o caldo de legumes aos poucos. Acrescente o buquê de ervas e cozinhe por cerca de 30 minutos.
Retire as ervas e passe tudo no processador (reserve uma parte do caldo). Despeje a sopa novamente na panela, leve ao fogo e vá acrescentando o caldo reservado até atingir a consistência desejada. Ajuste o sal e a pimenta e adicione a canela.
Sirva com creme azedo* e um pouco de tomilho.

* Para fazer o creme azedo, bata 500 ml de creme de leite fresco até o ponto de chantilly. Acrescente o suco de 1 limão, misture e reserve na geladeira por pelo menos 1 hora.  


Rocambole de Carne com Purê de Abóbora

Divertido, este prato que lembra um doce. É, na verdade, um rocambole salgado que garante a dose certa de proteínas e carboidratos numa refeição.






Ingredientes:

Rocambole:

500 g de acém ou músculo moído 2 vezes
1 pão francês amanhecido, ralado na parte grossa do ralador
1 ovo
1 cebola picada
Mix de cebola, alho e cheiro-verde desidratados (chimichurri)
1/2 xícara de cheiro-verde picadinho
Orégano, a gosto
Sal, a gosto

Recheio:

200 g de queijo muçarela fatiado
200 g de presunto fatiado
1 tomate picado e temperado com sal, orégano e azeite

Cobertura:

Fatias de bacon

4 batatas médias descascadas e cortadas em 4.

Modo de preparo:

Numa tigela, coloque a carne moída e acrescente os temperos, o pão e o ovo. Misture bem com as mãos até todos os ingredientes se agregarem. Num plástico-filme ou plástico para acondicionar alimentos abra em forma de retângulo. Distribua o presunto e a muçarela e espalhe os tomates temperados. Enrole e comprima o rocambole, fechando as pontas para segurar bem o recheio. Coloque as fatias de bacon e leve ao forno pré-aquecido a 250ºC por cerca de 1 hora ou até que doure. Não precisa colocar papel-alumínio. Sirva com o purê de abóbora (receita abaixo) e batatas pré-cozidas com água e sal (+/-10 minutos) e junte ao rocambole na metade do tempo que estiver assando, regando com azeite para formar uma casquinha crocante.

Purê de abóbora

Ingredientes:

600 g de abóbora japonesa 
1/2 cebola picada
2 colheres (sopa) de azeite 
1 1/2 colher (sopa) de gengibre fresco ralado
1/3 xícara (chá) de leite de coco 
1 colher (sopa) de água 
1/2 colher (chá) de sal 
1 pitada de pimenta-do-reino moída na hora

Modo de preparo:

Lave a abóbora sob água corrente. Sobre uma tábua, descasque-a e corte ao meio, retire as sementes e corte em cubos grandes. Numa panela média, coloque o azeite e a cebola e deixe refogar até murchar. Acrescente o gengibre e refogue por mais 1 minuto. Junte a abóbora e misture bem. Abaixe o fogo, adicione a água e o leite de coco. Tampe e deixe cozinhar por 25 minutos, mexendo de vez em quando para não grudar. Se for preciso, acrescente mais água durante o cozimento. Retire do fogo e tempere com sal e pimenta-do-reino. No processador de alimentos ou no liquidificador, coloque a mistura de abóbora e bata até obter um purê.


segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Cassata de Ano Novo

O meu melhor jeito de homenagear alguém é ir pra cozinha preparar alguma comidinha especial... Minha família adora essa sobremesa, que leva o nome de Cassata de Ano Novo, porque sempre a preparo nas festas de fim de ano. Mas apesar das etapas do preparo, é deliciosa, muito fácil de fazer, de custo baixo e pra alguns tem gostinho de infância, pura nostalgia... 









Ingredientes:

Calda:

1/2 xícara de água
4 colheres (sopa) de açúcar refinado
3 colheres (sopa) de chocolate em pó
1 colher (sopa) de manteiga sem sal

Creme:

1 lata de leite condensado
600 ml de leite integral
3 gemas, passadas pela peneira
1 colher (chá) de amido de milho



3 claras
6 colheres (sopa) de açúcar refinado
1 caixa de creme de leite

Calda de chocolate:

300 ml de leite integral
3 colheres (sopa) de chocolate em pó

Finalização:

Raspas de chocolate e cerejas
Frutas cristalizadas (opcional)

Modo de preparo:

Calda de caramelo

Misture todos os ingredientes numa panela e faça uma calda consistente. Coloque numa forma de anel. Espere esfriar e junte a calda de chocolate. Leve ao freezer até que endureça.

Calda de chocolate:

Levar ao fogo até reduzir pela metade.

Creme:

Levar ao fogo, o leite integral, o condensado, as gemas e o amido de milho. Mexa bem até que forme um creme grosso. Deixe amornar. À parte, bata as claras em neve até ficarem firmes. Acrescentar o açúcar até o ponto de suspiro. Pare de bater e acrescente o creme de leite misturando aos poucos e levemente. Junte também, aos poucos, ao creme de gemas. Despeje o creme na forma com as caldas já resfriadas e leve-a ao congelador de um dia para o outro. Desenformar (aqui vale a dica de esquentar ligeiramente o fundo da forma na chama do fogão) decorar com raspas de chocolate e cerejas e servir.

sábado, 10 de agosto de 2013

Pão Integral Australiano (Aussie Bread)

Na minha opinião, depois da cebola (Blooming Onion), um dos pratos mais gostosos que são servidos no restaurante Outback é o pão australiano do couvert (Aussie bread). Quentinho, com uma faca em cima e acompanhado de um potinho de manteiga. Mais do que um simples couvert, uma marca registrada da rede que tem caído cada vez mais no gosto popular. E ao contrário da cebola, bem mais saudável. Esta e a minha versão do Aussie Bread:

Ingredientes:

60 g de fermento biológico fresco
2 xícaras (chá) de água
4 colheres (sopa) de margarina
½ xícara (chá) de mel
3 colheres (sopa) de cacau em pó
½ xícara (chá) de açúcar mascavo
1 colher (chá) de sal
3 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 xícara (chá) de farinha de trigo integral
1 xícara (chá) de farinha de centeio

Cobertura:

½ xícara (chá) de fubá

Modo de preparo:

Massa:

Em uma vasilha, coloque os ingredientes pela ordem e vá misturando até que esta mistura fique bem enxuta. Então, polvilhe farinha em uma mesa e sove vigorosamente até que fique uma massa homogênea e elástica. Coloque a massa em uma assadeira untada e enfarinhada, pincele água, faça cortes transversais rasos no pão e polvilhe fubá. Deixe fermentar por aproximadamente 45 minutos ou até que a massa chegue até a borda da assadeira. Leve ao forno pré-assado a 200ºC por cerca de 40 minutos ou até que esteja bem assado e firme. Desenforme e espere amornar. Fatie e sirva.


Nota: Se quiser servir este pão com uma manteiga parecida com a servida no Outback, é simples: deixe a manteiga atingir a temperatura ambiente e bata-a na batedeira, em velocidade alta. Aos poucos, acrescente água gelada até a manteiga ficar areada. (Use no máximo 1/4 de xícara de água gelada para cada xícara de manteiga batida)




terça-feira, 6 de agosto de 2013

Dia dos Pais

Dia dos Pais


Com a vida tão corrida, as datas comemorativas ganham uma nova dimensão. Reunir a família no Dia dos Pais passa a ser uma chance de ficar pertinho de parentes que, no dia-a-dia, mal se falam por telefone. Para isso, nada de passar a comemoração na cozinha! Com essas receitas, o almoço fica pronto rapidinho.


















 Salada de Couscous Marroquino com Legumes

Fazer essa salada é uma ótima desculpa para experimentar o couscous marroquino, um ingrediente prático, delicioso e leve.

Ingredientes:


1 xícara (chá) de couscous marroquino 
1 cenoura média
1/2 pimentão verde
1/2 cebola roxa
1 xícara (chá) de tomate-cereja 
1 xícara (chá) de caldo de legumes (receita no blog - se for usar cubo, dissolva apenas 1)
suco de 1 limão 
2 colheres (sopa) de azeite 
2 colheres (sopa) de salsinha picada
2 colheres (sopa) de hortelã picada

Modo de preparo:

Lave bem os legumes sob água corrente. Numa tábua, corte a cenoura, o pimentão e a cebola em cubinhos de no máximo 2 cm. Corte os tomates ao meio. Reserve. Numa panelinha, coloque a água e o caldo de legumes. Leve ao fogo alto. Quando ferver, acrescente os legumes e deixe cozinhar por 5 minutos com a panela tampada. Numa tigela grande, coloque o couscous marroquino e regue com o caldo quente de legumes. Tampe a tigela com um prato para o couscous hidratar e cozinhar no próprio vapor. Quando esfriar, solte o couscous com um garfo. Adicione os ingredientes restantes e misture bem. Sirva à temperatura ambiente ou leve à geladeira e sirva frio.

Picanha Assada com Sal Grosso

Esta receita de picanha é um sucesso. Fica pronta super rápido, não suja a churrasqueira e a carne fica com um sabor incrível.


 










Ingredientes:

1 peça de picanha de até 1,2 kg
4 claras
1 kg de sal grosso 
1/2 xícara (chá) de farinha de trigo 
ramos de tomilho fresco a gosto
Modo de preparo:

Pré-aqueça o forno a 220 ºC.  Numa tigela, coloque as claras, o sal grosso, a farinha e misture rapidamente com uma colher. Numa assadeira, coloque 1/3 da mistura de sal grosso e espalhe com as mãos até obter uma camada do tamanho da carne. Disponha o tomilho sobre o sal grosso e coloque a picanha sobre esta camada, com a gordura para cima. Envolva a picanha uniformemente com o restante da mistura de sal grosso e pressione para que fique bem firme. Leve a picanha ao forno, abaixe a temperatura para 200 °C e deixe assar por 1 hora para servir a carne ao ponto. Se você gosta da carne bem passada, deixe assar por 1 hora e 30 minutos. Para a carne mal passada, 40 minutos são suficientes. A camada de sal grosso depois de assada torna-se uma placa bem dura e levemente dourada. Com o auxílio de uma faca, retire a placa e raspe o excesso de sal da carne. Coloque a carne numa tábua e corte-a em fatias bem finas. Se quiser, coloque a placa de sal grosso novamente sobre a carne fatiada e sirva a seguir.













Batatas ao Murro

Esta saborosa receita portuguesa de batatas ao murro é uma preparação ideal. Além de ser fácil de fazer, ainda ajuda a descarregar o estresse: depois de cozidas, murro nelas!

Ingredientes:

4 batatas grandes
2 l de água 
4 colheres (sopa) de sal grosso 
4 colheres (sopa) de azeite 
alecrim a gosto

Modo de preparo:

Sem descascar as batatas, lave-as bem sob água corrente. Numa panela grande, coloque as batatas com a casca e 2 litros de água. Leve ao fogo médio e deixe cozinhar por 45 minutos. Transfira as batatas escorridas para um pano de prato limpo. Quando esfriar, dê um murro em cada batata. Elas devem ficar ligeiramente achatadas e abertas. Pré-aqueça o forno a 180 ºC. No fundo de uma travessa refratária, espalhe metade do sal grosso e disponha as batatas. Salpique o restante do sal, regue com o azeite e polvilhe com o alecrim. Cubra com papel-alumínio e leve ao forno pré-aquecido para assar por 15 minutos. Sirva quente com carnes, aves e especialmente com peixes.













Molho Créole de Mostarda

Este molho de mostarda vai muito bem com carnes em geral. Mas o melhor de tudo é que este coringa fica pronto em apenas 10 minutos!

Ingredientes:

1/4 de cebola picada
2 colheres (sopa) de vinagre de maçã
 
2 colheres (chá) de pimenta-do-reino em grãos
1 folha de louro

1 xícara (chá) de vinho branco seco
200 g de manteiga gelada
1 colher (sopa) de mostarda de Dijon (com sementes)
1 colher (sopa) de mostarda escura
1 colher (sopa) de mostarda amarela
160 ml de creme de leite fresco 
sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo:

Numa panela, junte a cebola picada, o vinagre, a pimenta em grãos, a folha de louro e o vinho e leve ao fogo médio. Quando ferver, deixe a mistura reduzir até que atinja aproximadamente 60 ml de líquido. Em seguida, desligue o fogo e passe o líquido por uma peneira, desprezando a folha de louro e os grãos de pimenta. Reserve o líquido numa tigelinha. Numa outra panela, coloque o creme de leite e leve ao fogo médio para reduzir. Deixe o creme ferver e cozinhar até que fique com a metade do seu volume inicial.  A seguir, acrescente a redução de vinagre na panela com o creme de leite. Retire a manteiga da geladeira e corte, aos poucos, em pequenos pedaços. Adicione a manteiga cortada ao molho, aos poucos, mexendo sempre. É muito importante acrescentar a manteiga bem gelada e aos poucos no molho para que haja emulsão. Depois de juntar toda a manteiga, retire a panela do fogo. Acrescente as mostardas ao molho, verifique os temperos e misture bem. Sirva imediatamente com peixes ou frutos do mar.

E o gran finale: a sobremesa















Brownie

O brownie foi inventado nos Estados Unidos, mas é sensação no mundo inteiro. Caia em tentação e prepare rapidinho esta receita unânime.

Ingredientes:

200 g de manteiga 
170 g de chocolate meio amargo 
3 ovos 
1 1/2 xícara (chá) de açúcar 
2 xícaras (chá) de farinha de trigo 
3 colheres (chá) de fermento em pó
170 g de chocolate branco 

Modo de preparo:

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte uma assadeira retangular média com manteiga e polvilhe com farinha de trigo. Passe a farinha e o fermento em pó pela peneira para uma tigela. Pique grosso o chocolate branco e misture com a farinha e o fermento. Reserve.
Escolha uma tigela de vidro (ou de inox) que encaixe sobre uma panela para fazer um banho-maria. Pique o chocolate meio amargo. Transfira para a tigela e junte a manteiga.
Coloque dois dedos de água na panela e leve ao fogo alto. Quando ferver, abaixe o fogo e encaixe a tigela com o chocolate e a manteiga sobre a panela. O segredo é não deixar a água encostar no fundo da tigela e tomar cuidado para que o encaixe dos recipientes seja
perfeito, evitando o vazamento do vapor. Quando o chocolate começar a derreter, misture bem com a manteiga. Assim que a mistura ficar lisa, retire do banho-maria.
Numa batedeira, junte o açúcar e os ovos. Bata em velocidade alta por cerca de 3 minutos ou até que a mistura fique esbranquiçada. Desligue a batedeira e, aos poucos, misture com uma espátula o chocolate derretido. (Como o chocolate ainda estará quente, se colocado de uma vez, poderá cozinhar os ovos.). Na tigela com a massa de chocolate, adicione aos poucos a mistura de farinha com o chocolate branco, mexendo delicadamente. Transfira a massa para a assadeira untada. Leve ao forno pré-aquecido para assar por cerca de 20 minutos. A massa ainda deve estar úmida quando sair do forno (com a aparência de um bolo ligeiramente cru). Deixe esfriar e sirva com creme batido ou sorvete de creme. (Se assar demais, vira bolo, e não brownie.). Se quiser servir o brownie quente, deixe esfriar e desenforme. Em seguida, leve ao forno pré-aquecido a 180ºC  por 5 minutos.

Truque: Em vez de derreter a manteiga e o chocolate meio amargo no banho-maria, você pode utilizar o forno de microondas.















Fonte: Cozinha Prática/GNT